Diferença entre brinquedos educativos e jogos pedagógicos

Quando as crianças são muito pequenas, principalmente dos 0 até os 5 anos, a aprendizagem delas ocorre de uma forma diferente, que não é pela resolução de complexos problemas matemáticos ou por leituras extensas de livros.

Nessa fase da vida, as brincadeiras são os estímulos mais importantes para que as crianças possam aprender de tudo na vida e tirar isso delas pode afetar bastante a formação como pessoa no âmbito social e de habilidades, por exemplo.

Desde o desenvolvimento do aprendizado de convivência social, passando pela exploração da criatividade inata até as habilidades psicomotoras, o “brincar” oferece um mundo de oportunidades às crianças.

Sem todo esse aparato, dificilmente elas conseguiriam conhecer melhor o mundo que as rodeia, saber como agir em sociedade e com a família, e mesmo entenderiam sobre higiene e alimentação.

Isso tudo mostra como a questão lúdica é importantíssima na vida dos pequenos, pois os principais fatores são apresentados a eles dessa maneira.

Não é à toa que em creches, escolas e até mesmo em casa, o uso de atividades com brinquedos e jogos é crucial para o crescimento e o desenvolvimento correto das crianças.

Mas uma dúvida que surge em muitos pais é: qual a diferença entre os brinquedos educativos e os jogos pedagógicos?

Realmente existe algo que diverge os dois tipos ou tratam-se da mesma coisa? Se não são semelhantes, então o que os difere?

Todas essas dúvidas serão respondidas aqui neste artigo completo, em que você verá mais sobre o que e quais são os brinquedos educativos e os jogos pedagógicos, aprendendo tudo com conceitos e exemplos.

Quer saber mais? Então não deixe de acompanhar este texto até o final!

Brinquedos educativos e jogos pedagógicos: qual a diferença entre eles?

O que são os brinquedos educativos?

Para muitos, pode parecer que os brinquedos educativos e jogos (ou brinquedos) pedagógicos são a mesma coisa, mas há diferença entre eles.

Os brinquedos educativos podem ser descritos como aqueles que proporcionam a possibilidade de que as crianças explorem e desenvolvam algumas atividades enquanto brincam com eles.

As brincadeiras com esses tipos de brinquedos tendem a ser mais livres e mais naturais, visando apenas o encorajamento das crianças para que possam desenvolver-se sem imposições de muitas regras.

Assim, o intuito é que as crianças possam ir desenvolvendo uma melhor coordenação psicomotora, que é crucial nessa fase da vida visando as fases futuras, bem como estimular o raciocínio e a percepção delas.

É por meio dos brinquedos educativos também que elas podem começar a desenvolver algumas noções e ideias de elementos cruciais para as próximas fases da vida, como os sons, as formas geométricas e mesmo as cores.

Como dito, de uma forma geral, esse tipo de brinquedo permite que a criança possa brincar livremente e com pouquíssimas regras impostas, o que não quer dizer que elas possam estar sem supervisão de adultos por perto.

Logicamente, os adultos não devem tomar a frente ou agirem como atores principais nesses momentos, mas apenas estarem por perto para poder supervisionar e evitar qualquer acidente que possa ocorrer.

Dessa forma, a ideia é uma supervisão sem intervenção por parte das pessoas adultas nas brincadeiras das crianças com esses brinquedos educativos.

Mas quais seriam esses brinquedos educativos de que tanto se fala?

Quais são os brinquedos educativos?

Os brinquedos educativos existem aos montes e eles dependem bastante da faixa etária em que a criança se encontra.

Desde os chocalhos, para aquelas que sequer completaram 6 meses de idade, até os jogos de tabuleiros, para os que já passaram dos 6 anos, esses brinquedos variam bastante.

De acordo com as idades, é possível citar alguns brinquedos para cada faixa etária:

  • Dos 0 aos 5 meses, alguns dos brinquedos indicados são os chocalhos, os mordedores e os brinquedos de berço
  • Dos 6 meses até 1 ano, alguns dos brinquedos educativos indicados são brinquedos que flutuam na água (como animaizinhos), brinquedos de empilhar, montar e desmontar, telefone de brinquedo e até mesmo espelhos (importante para o reconhecimento da criança de si mesma), além de brinquedos que tenham sons aos serem manipulados por meio de botões ou de giros
  • De 1 a 2 anos de idade, brinquedos para estimular os sentidos (visão, tato, audição) são cruciais, além de bonecos e bichos de pelúcia, livros com figuras, brinquedos para montagem, e tudo com cores bem vivas que vão permitindo que as crianças as reconheçam
  • De 2 a 3 anos, brinquedos como bolas, carrinhos, bonecos (as), brinquedos para montar com equilíbrio e aqueles utilizados em praias são os mais indicados
  • Dos 3 aos 4 anos de idades, alguns brinquedos mais desenvolvidos são permitidos, como aviões e trens pequenos, casas de bonecas, triciclos, as famosas massas de modelar (atóxicas), instrumentos musicais de brinquedo e quebra-cabeças simplificados
  • Dos 4 aos 6 anos, já é possível que eles utilizem brinquedos que os auxiliem a entender alguns conceitos gerais, como telefones, instrumentos musicais e eletrônicos mais avançados, materiais para uso em papelaria (lápis de cor, giz de cera, tintas não tóxicas), dinheiro de brinquedos e cidades de brinquedo completas
  • A partir dos 6 anos, brinquedos que visem o estímulo lógico e matemático já começam a ser mais importantes do que os de desenvolvimento motor, como carros de corrida, brinquedos para fazer mágica, artigos esportivos, jogos de tabuleiro, jogos eletrônicos (como os de videogame) e outros que estimulem a memória, além dos quebra-cabeças mais avançados

Pronto, depois dessa explicação, deu para entender um pouco melhor quais são os brinquedos educativos e quais os mais indicados para cada faixa etária, não é?

A inclusão aos poucos e no tempo certo, respeitando a idade, de cada criança irá fazer com que os brinquedos educativos exerçam sua função de desenvolvimento motor, raciocínio lógico e outros mais.

Mas e os jogos pedagógicos? O que são e quais suas funções para as crianças? Isso é o que você verá a partir de agora.

O que são os jogos pedagógicos?

Anteriormente foi visto tudo o que é necessário para que você possa entender sobre o que são os brinquedos educativos, agora é hora de ver mais sobre os jogos pedagógicos.

Os jogos pedagógicos (também chamados de brinquedos pedagógicos) são aqueles utilizados visando a aprendizagem das crianças, mas nesse caso, é importante a presença ou acompanhamento de adultos.

Dessa forma, ter um adulto, seja um professor, um alfabetizador ou mesmo os pais, próximo à criança nesse momento, acompanhando-a e coordenando-a, é essencial para que o aprendizado da criança seja realmente efetivo.

Esses tipos de jogos pedagógicos possuem regras mais estabelecidas, que são feitas visando proporcionar uma maior orientação e explicando às crianças como é que elas podem brincar, jogar e interagir por meio deles.

Com esse outro lado dos brinquedos, o objetivo é proporcionar uma maior capacidade de interpretação das crianças, visto que elas necessitam entender as regras dos jogos ou brinquedos para poder utilizá-los da maneira correta.

É aí que se faz tão importante o auxílio de um adulto que permita que ela vá entendendo e agregando, aos poucos, todo o conhecimento repassado por esses jogos.

Entre os jogos pedagógicos mais comuns estão os de dominó, os de damas e os de memória, que vão ensinando as crianças o entendimento e a compreensão, além de estimular o aprendizado e a memória.

Assim como ocorre com os brinquedos educativos, os jogos pedagógicos podem ser escolhidos de acordo com a idade da criança, bem como com o período escolar e o tema mais indicado para ela naquele momento.

Importância dos principais jogos pedagógicos

Acima, você viu alguns dos principais jogos pedagógicos existentes e que podem ser utilizados para o desenvolvimento das crianças.

Veja como cada um deles pode auxiliar para que elas venham a desenvolver-se da forma correta.

  • Jogo de dama: o jogo de dama é importante por estimular vários pontos do desenvolvimento da criança, como estimular o raciocínio para usar os meios para atingir um objetivo estipulado, estimular a imaginação de potenciais situações futuras, estimular as consequências prováveis que seus atos podem ocasionar e estimular o aprendizado da tomada de decisão para solucionar uma situação problema
  • Dominó: o jogo de dominó, com toda a certeza, apresenta como ponto mais positivo a seu favor o fato de que estimula a sociabilização, a interação e a comunicação com outras pessoas, visto que é um jogo de grupo. Além disso, ele estimula bastante o raciocínio matemático (necessário para operações rápidas) e o raciocínio lógico (pois exige deduções em tempo curto)
  • Jogo da memória: o jogo da memória é um dos mais tradicionais jogos pedagógicos para crianças, sendo usado há muitos anos como forma de estímulo aos pequenos. Esse tipo de brinquedo auxilia no desenvolvimento de habilidades como raciocínio lógico e memorização (importantes no processo de aprendizagem), bem como a própria comunicação e a socialização com outras pessoas, quando jogado em conjunto

Esses são os principais jogos pedagógicos para crianças, mas há outros que podem ser jogados com a supervisão de adultos, principalmente em sala de aula, são eles:

  • Jogos com figuras geométricas em EVA
  • Jogos em conjunto, que estimulem o trabalho em equipe, como os famosos “O que mudou na sala” ou “Vamos montar uma casa”
  • Jogos com mapa mundi, com o intuito de ensinar melhor sobre os países do mundo e suas capitais, por exemplo
  • Jogos online (não há como negar a importância da tecnologia nos dias atuais, e os jogos pedagógicos online podem ser excelentes opções, como os jogos da memória e o de dama virtuais)

Agora que você viu tudo sobre o que são os brinquedos educativos e o que são os jogos pedagógicos, está na hora de responder a pergunta: qual a diferença entre eles?

Qual a diferença entre os brinquedos educativos e os jogos pedagógicos?

Você conseguiu perceber qual é a principal diferença entre os brinquedos educativos e os jogos pedagógicos? Acho que essa ficou bem fácil de entender, não é?

A diferença entre esses dois tipos é que os brinquedos educativos podem ser utilizados pelas crianças para brincar sem ajuda de ninguém nem acompanhamento de uma pessoa adulta, apesar de não ser de todo mal uma supervisão.

Por outro lado, os jogos pedagógicos necessitam da presença e do acompanhamento de um adulto, principalmente porque são utilizados em salas de aulas, visto que eles possuem muitas instruções e orientações.

Com isso, ter uma pessoa acompanhando é interessante para que as crianças possam utilizá-las e aprender da maneira correta.

Apesar dessa diferença maior, os dois tipos podem ser utilizados para o aprendizado no desenvolvimento de muitas habilidades e capacidades, como coordenação motora, memorização, raciocínio lógico e matemático.

Como foi reforçado ao longo do texto, para escolher um brinquedo educativo ou um jogo pedagógico, tudo dependerá bastante da idade e da indicação etária do produto, bem como do objetivo a ser atingido.

O importante é sempre ressaltar que apesar de esses jogos e brinquedos serem muito utilizados no ambiente escolar, eles não devem ser negligenciados também em casa pelos pais.

Quanto mais experiência e mais prática as crianças tiverem, melhor será o aprendizado delas e o desenvolvimento de suas capacidades e habilidades.

Conseguiu entender bem o que é cada um dos dois conceitos apresentados aqui no texto e a diferença entre eles?

Conclusão

Como você viu, os brinquedos educativos e os jogos pedagógicos podem ser utilizados no processo de aprendizado das crianças, não só em ambiente escolar mas também em casa.

Há uma diferença principal entre esses dois tipos de produtos voltados ao ensino/aprendizado, ao contrário do que muitos pensam.

Os brinquedos educativos, como visto, podem ser utilizados pelas crianças sem que os pais auxiliem, pois eles permitem que elas explorem e aprendam mais sobre o mundo ao redor e os seus sentidos com eles.

Enquanto isso, os jogos pedagógicos precisam sempre do acompanhamento de adultos, pois exigem uma linguagem de orientações e instruções, necessárias para o desenvolvimento da coorden

ação motora e de raciocínio lógico, por exemplo.

Gostou do artigo de hoje sobre qual a diferença entre brinquedos educativos e jogos pedagógicos?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: