A importância da leitura na gravidez

A leitura é muito importante em qualquer fase da vida, visto que ela permite aumentar o conhecimento em geral sobre diversos assuntos, além também de ter outros benefícios, como manter o cérebro ativo e desenvolver a criticidade.

Na infância, é de crucial importância que os pais estimulem as crianças com a leitura desde pequenas, lendo para elas até que tenham idade suficiente para lerem sozinhas e interpretarem os livros e histórias.

O que muitos não sabem é que é possível estimular a leitura de um ser humano ainda dentro da barriga da mãe, durante a gravidez, no período em que ele já passa a ouvir sons exteriores ao ambiente uterino.

Você já tinha ouvido falar sobre isso?

Pois é, a partir da vigésima semana de gravidez (ou também o quinto mês de gestação, para quem prefere contar o período dessa forma), a leitura pode ser benéfica e estimular o bebê em desenvolvimento.

Há vários motivos pelos quais vale a pena a leitura na gravidez, como forma de estimular esse hábito na criança e também promover um estímulo do bebê ao som da voz materna (e até paterna).

Neste artigo, você verá tudo sobre esse assunto de forma abrangente e completa: desde o período em que o ser humano em formação tem contato externo auditivo no útero materno, os benefícios da leitura e de ler na gravidez.

Quer ficar por dentro de tudo isso? Então não deixe de ler este artigo até o final!

Leitura na gravidez: Entenda a importância de colocar em prática

Quando o bebê começa a ouvir durante a gestação?

Se você leu, na introdução deste texto, que é ideal ler para o bebê durante a gravidez e achou estranho, então lhe passarei mais algumas informações importantes sobre esse fato.

Apesar de estar ficando cada vez mais conhecido dos futuros pais e mães, ainda existe quem acredite que o bebê não distingue nenhum som exterior às paredes uterinas.

Entretanto, vários estudos já têm demonstrado como a partir da 12ª a 13ª semana (por volta do início do 4º mês de gestação), os bebês já conseguem distinguir ruídos e vibrações do ambiente externo.

No final do 4º mês (por volta da 16ª semana), a audição deles já estaria um pouco melhor, com os bebês conseguindo ouvir sons muito abafados.

É a partir da 20ª a 21ª semanas (entrando no 6º mês de gravidez), entretanto, que o bebê realmente começa a interagir com aqueles sons externos ao corpo materno sendo estimulados por eles.

Nesse contexto, eles já conseguem ouvir e vão se adaptando à voz materna, que é a que faz mais contato auditivo com ele, mas também reconheceria outras que estão com frequência por perto, como a do pai.

O fato é que, levando-se em consideração que o bebê já ouve sons dentro do ambiente uterino, é possível estimular ele com diversas atividades.

Uma delas é justamente a leitura, importante em todas as fases da vida de um ser humano, que já pode começar a ser incentivada desde antes mesmo do nascimento.

Com esses fatos sendo postos, torna-se muito claro a importância da leitura na gravidez, algo que muitas mães acabam não colocando em prática, na maioria das vezes por faltar esse conhecimento mais amplo sobre o assunto.

Visto isso, entenda agora quais são os principais benefícios que a leitura traz para uma pessoa, seja a fase da vida em que estiver.

Benefícios da leitura na vida de uma pessoa

Todo mundo sabe que ler é muito bom, visto que é um dos passatempos preferidos da maioria das pessoas, mas poucas conhecem realmente quais os reais benefícios dessa prática (em qualquer fase da vida).

Entre os principais benefícios estão:

  • Redução do estresse: costuma ser muito mais eficiente alguns minutos de leitura de um bom livro do que fazer uma atividade física, por exemplo
  • Expansão do vocabulário geral: quem lê tende a ter um vocabulário melhor, o que auxilia também até na formação de pensamentos e na formulação de textos escritos e argumentos
  • Fortalecimento da memória: sem dúvida, um dos principais benefícios da leitura é auxiliar a fortalecer a memória, o que é importante para qualquer pessoa em qualquer faz da vida (principalmente crianças pequenas e idosos)
  • Aumento da concentração e do foco: outro benefício da leitura para o cérebro é o aumento da concentração e do foco, habilidades também cruciais para qualquer pessoa, em especial para as crianças que estão em fase escolar
  • Promove uma melhor saúde mental: ler é uma forma de manter o cérebro sempre ativo, o que é ideal para quem está em processo de formação (leitura para bebês e crianças) ou em estágio mais avançado de idade, como os idosos
  • Conhecimento geral sobre o mundo: quem lê, consegue absorver um maior conhecimento geral, não importa se as histórias são reais ou de ficção, visto que todo fato ou curiosidade, por exemplo, é uma informação útil a mais ao cérebro humano

Acima, você viu quais são os principais benefícios da leitura para uma pessoa, não importa a fase da vida em que ela está.

Agora já imaginou esses benefícios aplicados, desde antes mesmo do nascimento, a um bebê?

Ele já iria começar seu desenvolvimento mesmo anteriormente a ter vindo ao mundo e para isso basta que a mãe leia para ele diariamente.

Além desses benefícios óbvios, que poderão ser citados lá na frente, há muitos outros que embasam a importância da leitura na gravidez pelos estudiosos.

Um deles é justamente um fortalecimento do laço entre o bebê e a mãe, ocasionado pelo reconhecimento na voz da progenitora.

Quer saber mais sobre por que é tão importante manter a prática de ler na gravidez? Quer tirar as dúvidas sobre como a exposição do bebê à voz materna pode ser essencial?

Então continue lendo o texto e veja abaixo tudo sobre esse tema!

A importância da leitura na gravidez: por que é importante ler para o bebê?

Com a evolução do conhecimento ao longo dos anos, um dos temas que foi revolucionado com a ciência foi a importância da leitura na gravidez.

Segundo especialistas, os bebês já podem ser estimulados a partir da barriga da mãe e essa é uma ótima forma para começar a desenvolver esse importante hábito nas crianças antes mesmo de eles virem ao mundo.

Acima, você pôde ver alguns dos principais benefícios que a leitura traz para qualquer pessoa, independentemente da idade, e eles podem ser potencializados se o incentivo à leitura começar ainda no útero materno.

Dito isso, veja agora porque é tão importante a leitura na gravidez!

Criação do hábito por parte do bebê

Criar um hábito pode nem sempre ser fácil, mas quanto mais cedo ele começa a ser desenvolvido, maiores são as chances de que seja efetivamente enraizado pelo indivíduo.

Isso mostra porque é tão importante a leitura na gravidez, com o intuito de ir criando um hábito no bebê, que ele irá leva-lo para o resto da sua vida, desde que continue sendo incentivado após o nascimento, claro.

No útero materno, o bebê começará sua vida de ouvinte de histórias até os seus 6 anos, quando ele inicia a fase de autonomia e de alfabetização para ler sozinho.

Entretanto, quando se começa a habituá-lo desde antes do nascimento a estar ouvindo histórias constantemente, esse costume tende a perdurar à medida que a infância vai passando e os pais continuam incentivando-o.

Facilidade no entendimento de algumas palavras

Estudos mostram que quando a leitura na gravidez é realizada, há grandes chances de os bebês começarem a familiarizar-se com algumas palavras que são repetidas para eles.

Desse modo, após o nascimento, durante o desenvolvimento eles terão mais familiaridade com algumas dessas palavras, tornando seu vocabulário mais vasto desde muito novas, o que aumenta o entendimento da leitura.

Com todo esse estímulo pelo hábito da leitura, há uma maior probabilidade para que o bebê possa, no futuro, aprender com mais facilidade.

Reconhecimento da voz dos pais e vínculo materno fortalecido

Talvez esse seja um dos principais benefícios da leitura na gravidez, sendo importantíssimo para a criação de um vínculo mais forte do bebê com os pais.

Levando-se em consideração que já há a reação e o estímulo do bebê às vozes dentro do útero materno, como visto, é interessante utilizar desse momento para estimular essa maior interação que pode fortalecer essa união.

Isso pode ser particularmente vantajoso para os pais, visto que eles não estão diretamente ligados aos seus bebês por meios físicos, então ler para eles e fazer com que a voz seja reconhecida pelos filhos ainda é mais crucial.

Com isso, o bebê vai habituando-se à voz paterna e vai começando a formar um vínculo pelo reconhecimento, tornando o pai o mais envolvido possível na gestação.

Para o caso da mãe, esse hábito pode ser essencial para deixar esse vínculo, que já existe por uma ligação física, ainda mais forte, o que irá culminar em uma ligação pós-nascimento extremamente unificada.

Auxilia a acalmar o bebê em situações de tensão

Muitas vezes, a mãe acaba por sofrer muitas tensões durante a gravidez, visto que é um período de grandes mudanças corporais, hormonais e psicoemocionais para a mulher.

Essas tensões são facilmente transferidas para o bebê, principalmente se decorrerem de uma determinada situação ou ambiente que traga sensações desconfortáveis para a gestante.

Nesse contexto, a leitura para o bebê, ou mesmo a voz da mãe contando alguma história que seja, pode ser extremamente benéfica para acalmar o filho que está em desenvolvimento dentro de si.

Em uma ocasião como essa, a entonação da voz conta muito e sussurrar pode ser uma das melhores opções para deixar o bebê calmo e evitar que ele sofra com tensões desnecessárias.

O que ler para o bebê durante a gravidez?

Após ter visto os principais benefícios da leitura na gravidez, surge uma dúvida muito comum entre as mães e os pais: o que ler para o bebê?

O mais indicado, obviamente, são leituras leves e de cunho infantil, pois já irá deixar o bebê mais habituado às histórias a que ele terá contato nos próximos anos.

Assim, aqui vão algumas dicas de livros que podem ser lidos nesse período para seus pequenos que estão em desenvolvimento no ambiente uterino:

  • 365 histórias para dormir: esse é um dos livros mais famosos para bebês e uma ótima opção para leitura durante a gravidez. O livro, como diz o título, conta com 365 histórias, ou seja, uma para cada dia do ano, com o melhor do que há no universo da Disney
  • Quando você estava na minha barriga: esse pode ser um bom livro para ler para seu bebê após o nascimento, mas também é uma excelente opção para leitura na gravidez. O livro trata de uma mãe contando para sua filha como ela já era carregada de muito amor e proteção ainda dentro da barriga
  • O cachorrinho salva uma estrela: esse é um livro que pode ser lido pelos pais para o bebê ainda na barriga da mãe, contando histórias sobre animaizinhos, o que é ótimo para ir se familiarizando com eles
  • 100 primeiras palavras: lembra que aqui no texto foi citado da importância da leitura na gravidez como uma forma do bebê ir adquirindo vocabulário? Pois é, este livro é importantíssimo para essa finalidade
  • Mas e eu? Uma grande surpresa para um irmão mais velho: conta uma história muito engraçada e educativa de como aceitar novos membros na família

Conclusão

Como você viu, a leitura é muito importante para todas as pessoas em qualquer fase da vida e ler para um bebê durante a gestação é um excelente ato que irá trazer muitos benefícios a ele.

Neste texto, você pôde ver quais são as principais vantagens da leitura na gravidez para o bebê, desde a criação do hábito de ler na criança ainda na barriga da mãe até a criação de um maior vínculo entre pais e filhos.

Gostou do artigo de hoje sobre a importância da leitura na gravidez?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: